22 de agosto de 2009

Parte 2 - A adolescência e a constatação dos problemas.

Quando adolescente comecei a fazer minhas primeiras dietas. Que saco! Odiava aquelas dietas que eu tinha que fazer, cortava as coisas que eu mais gostava. Mas confesso que a minha alimentação não era adequada, e por isso a dificuldade em criar um novo hábito alimentar nunca foi fácil.

As experiências da adolescência foram razoáveis, não posso dizer que tudo foi ruim, vivi alguns momentos bons. Mas a danada da obesidade, sempre esteve ali, pertinho e muitas vezes, me tirando do sério em algumas situações. Eu senti na pele a dificuldade de me aproximar das garotas, pois elas não riam pra mim, pelo contrário, elas riam da minha pessoa, pois o gordinho sempre sobra, esta é a verdade.

Dos quinze aos dezessete anos, fiquei no chamado "efeito sanfona", emagrecia e engordava. Quando engordava, desanimava e largava tudo. Era muito difícil mesmo, era uma batalha manter o peso e o controle emocional. Mas mesmo assim, nunca desisti por completo, sabia que de alguma forma precisava perder peso, precisava ser alguém inserido na sociedade sem preconceitos.

Aos dezessete anos resolvi entrar na academia, gostei muito mesmo! Foi uma experiência muito boa, fiz novas amizades e colhi bons resultados, acho que na época emagreci uns 15 kilos e fiquei menos gordo, digamos assim. Nos anos seguintes, com as pressões da vida, estudar, trabalhar e construir um futuro, acabei não me dedicando mais aos esportes e tive a primeira grande recaída. Acabei engordando os 15 kilos e mais uns 5 kilos de quebra. Vivi assim um tempo, até os 22 anos, quando resolvi emagrecer novamente, assunto a ser relatado no próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário