24 de agosto de 2009

Parte 8 - O antes, o agora e o depois.


Relatar as experiências do presente é sempre interessante, às vezes você acorda e pensa:

- Caramba! Mais um dia pela frente! Caramba! Eu tenho um desvio dentro de mim, tenho um estômago grampeado com material cirúrgico feito de titânio.

Mas depois que levanto e parto para o café da manhã, esqueço tudo e começo o meu dia com a rotina, que venho tendo nesses últimos meses. Mas não há como se esquecer do passado, sempre a imagem do passado é lembrada, e por você mesmo.

Quando pego uma fotografia antiga, eu me assusto, realmente estava com uma aparência que não era minha. Eu precisava me descobrir, e hoje na casa dos 70 kilos, eu realmente descobri uma nova pessoa. Eu fugia dos espelhos, da balança, dos comentários, ou qualquer outra coisa que tocasse no assunto obesidade. Fugia da verdade, eu reconheço, mas como falei anteriormente, a pressão era muito grande, seja ela da sociedade, ou como a própria pressão intrínseca.

Eu não apago as fotografias antigas, que estão no meu computador. Pelo contrário, volta e meia eu dou uma olhada nelas. Olho bem mesmo, olho para lembrar que nunca mais quero ser daquele jeito, olho para ter um sentimento de motivação e vitória.

As fotografias mais recentes são as que dão mais prazer, eu vejo a evolução a cada dia que passa. Fazendo uma comparação do chamado “antes e depois”, aliás, todos gostam muito de fazer, eu realmente me assusto vendo as fotografias, onde de um lado tem uma pessoa de 130 kilos, e do outro uma pessoa de 77 kilos (até o dia que escrevi este texto). São pessoas completamente diferentes, e talvez por isso, eu agora possa entender finalmente o porquê, de algumas pessoas passarem por mim na rua, e simplesmente não me reconhecerem.

Quando as pessoas te reconhecem, ficam espantadas, elas acham incrível etc. É o chamado efeito reverso, é a melhor sensação de todas, quando ponho minha calça número 40 então... Nem se fala! Fico todo prosa, me sinto bem de verdade, e penso na conquista e nos desafios que estão por vir.

Como disse anteriormente, ser gastroplastizado é viver uma vida de regras e conformidades, no jargão coorporativo eu chamo de “compliance”. Posteriormente irei comentar mais, sobre as fases e dietas recomendadas pela nutricionista. Mas agora, sem querer entrar muito no assunto, irei relatar o que aconteceu nos primeiros dias pós-operatório.

A primeira vez que fui colocar alimento sólido para dentro, não foi uma experiência muito boa, eu me lembro que entalei. Aliás, os entalos e engasgos, todos falavam bastante antes de eu me submeter à cirurgia. Eu não esqueço do dia que comi o primeiro alimento sólido, a comida desceu arranhando, e causando bastante desconforto, acabei pensando:

- Meu deus! Se for assim toda vez, eu já estou me arrependendo do que fiz.

Mas não! Insistir sempre, esse era o meu lema! Até porque era uma questão de tempo e adaptação, até esqueço que sou gastroplastizado, você aprende como comer, e o alimento irá descer bem e sem problemas, basta ter paciência. Mas no início do processo, mesmo sabendo que era necessário me alimentar bem, comia com medo de me entalar, mastigava, mastigava e mastigava excessivamente, é um processo de reaprendizagem. Um belo dia me entalei, foi uma sensação horrível, a boca ficou cheia de saliva, os olhos começam a lacrimejar, e você se sente muito incomodado. Só há uma solução, ou seja, colocar para fora, mas como aconteceu em casa, não havia problema algum, não estaria “pagando mico”.

Mas certa vez aconteceu com amigos, e até mesmo num almoço com um cliente. Tive que disfarçar, pois é chato ter que explicar para quem não conhece o assunto, que essas coisas podem acontecer. A técnica é a seguinte, saia e diga que vá lavar as mãos no banheiro, lá você resolve o problema. E o detalhe é o seguinte, é automático, o próprio organismo se encarrega de lhe ajudar a expulsar o que ficou ali na entrada do estômago.

O alívio é imediato, é impressionante o bem estar em seguida. Esses entalos não são frequentes, pelo contrário, são raros, mas no início eu entalava um pouco mais, ou por esquecer e mastigar pouco, ou porque o alimento não ajudava muito. Carnes por exemplo, muitos reclamam que não conseguem comer carne vermelha. Eu não tenho esse problema, mas as carnes devem ser macias, ajuda muito a passar pelo anel.

Eu não tinha falado do anel! Esse tal anel faz um funil, é como se fosse uma “ampulheta”, mas não para marcar o tempo, apenas quero demonstrar e ajudar as pessoas a visualizarem, como fica o novo caminho por onde passa o alimento. Eu chamo o anel de educador alimentar, pois é impossível comer rápido, se comer rápido irá entalar com certeza. Você com o tempo vai descobrindo o seu tempo, isto é, o tempo correto de ingestão dos alimentos, comer devagar e sem pressa. Recordo-me que num passado não tão longínquo, que eu literalmente mal mastigava os alimentos, e também comia muito rápido.

Na verdade, para ficar bem claro a todos, percebe-se que você terá uma relação muito íntima com o seu estômago. Ele agora é o seu melhor amigo e você sempre antes de comer algo, irá pensar se de alguma forma, se você irá cometer ou não uma infração com ele.

"A obesidade é uma doença do corpo, mas é, principalmente, uma doença da alma. O cara não vai correr com o filho no parque porque ele se sente ridículo. Doença da alma é quando a filha fala: 'Mãe, eu não queria que a senhora fosse na festinha da escola, porque as mães de todas as minhas amiguinhas são magras e a senhora é gorda'. No dia a dia, as pessoas sofrem preconceitos em todas as situações. A saúde, no meu entendimento, é uma coisa ampla. Você tem que estar de bem com a alma e com o corpo", diz o médico-cirúrgico Luiz Vicente Berti, do Hospital das Clínicas de São Paulo”.


* O termo Compliance tem origem no verbo em inglês to comply, que significa agir de acordo com uma regra, um comando ou um pedido.

3 comentários:

  1. Sou seu fã!
    Parabens pelo blog!
    Ass:Alexandre (Jaba)

    ResponderExcluir
  2. Ai!!!!
    Nem sei o que dizer tô emocionadíssima,poxa tudo o que vc escreveu é assim,eu não quero mais ser gorda!!!!
    Ass:Cíntia martins.

    ResponderExcluir
  3. Meu querido estou muito feliz pela sua vitória.Seu blog é maravilhoso.Com certeza irá ajudar muitas pessoas.Beijokas :)

    ResponderExcluir