18 de setembro de 2009

Aniversário.



Pois é pessoal.

Hoje faz um ano que coloquei aquela meia apertada, entrei numa sala fria e depois cortei a barriga.

Faria tudo de novo? Claro!

Parabéns pra você, nesta data querida, muitas felicidades... Muitos anos de vida!
Viva!

Parece estranho, mas hoje eu e olho o reflexo da imagem no espelho, e vejo uma pessoa que eu nunca conheci.

Na verdade, nunca imaginei que um ano após a gastroplastia, eu estaria tão diferente. Para se ter uma idéia, recentemente encontrei um grupo de colegas, que trabalharam comigo no ano passado. Todos ficaram olhando... Pararam, coçaram a cabeça e apresentaram aquela feição de espanto - Será que é ele mesmo? Prontamente eu me manifestei, pois estava achando que realmente era aquilo que estava acontecendo.

- Olá pessoal! Sou eu sim! Não tenham medo - expressando um semblante de alegria - Tudo bem com vocês? E estava contente por revê-los, poder colocar o assunto em dia é muito bom, mas a massagem no meu ego foi algo sem palavras.

Esses encontros rendem bastante assunto, pois logo perguntam o que você fez, e é a partir daí que entra em ação o "Dr. Luis Henrique Marques", especialista em cirurgia bariátrica. Brincadeira! De forma alguma, apenas um estudioso no assunto, já que autoconhecimento não faz mal a ninguém.

Pacientemente, e de forma objetiva, explico tudo, ou dependendo do tempo, quase tudo. O assunto rende muito, mas percebo que só quem entrou no "Universo Gastroplastia", sabe melhor o assunto, ou pelo menos deveria saber. Desconhecimento total, mas mais pelas informações equivocadas que circulam por ai, do que qualquer outra coisa.

Este primeiro ano foi fundamental, pois trata-se do renascimento para a vida. A palavra que mais rondou a minha mente, sem sobra de dúvidas é a palavras disciplina. Disciplina para tudo e a qualquer preço, tanto para exercícios, como também para os hábitos alimentares, esta última, talvez seja a maior e mais difícil mudança, que você tenha que realizar na sua vida.

Fazendo uma analogia, tratar um paciente que está deixando uma obesidade mórbida, é como se fosse tratar um alcoólatra com bebida! Não vamos deixar de comer, é obvio, pois se fosse desta forma não haveria vida. Mas imaginem só! Ninguém vai deixar de gostar das coisas que o levaram à obesidade mórbida, mas a pessoa tem que aprender ela não vai poder mais traçar uma pizza inteira a cada sábado ou domingo, mas ele vai poder comer uma fatia esporadicamente, fazer uma social, pois a vida continua.

E por falar em vida, e mudando um pouco o assunto, estou prestes a entrar numa equipe de corrida, quero me preparar para a meia maratona do Rio ano que vem, quero levar a bandeira da gastroplastia lá, a nossa bandeira é do renascimento, a bandeira dos vencedores.

Agradeço mais uma vez a todos, que continuam me ajudando a vencer o fantasma da obesidade.

Um comentário:

  1. Conheci agora o seu blog, e estou lendo com calma. Postei neste tópico para te dar parabéns pela vitória. Todo nos somos guerreiros, mas cá para nós, é muita mais fácil para os homens...rsrsrs
    Minha história está uma aarte no gastroplastia net e mais um pouquinho no blog da Aúrea. Tenho 5 anos de cirurgia e venho memmantendo com dificuldades. Ando umpouco afastada das comunidades por motivos particulares.
    por estar afasytada das comunidades tenho tido mais tempo par visitar os blogs, seu, da Juh, do Tulio, da Gloria Briho, e mais outros de outros temas.
    Continue nesta luta. è muito necessária, afunal, mal ou bem somos todos cobais . esta cirurgia ainda é recente e não sabemos seus efeitos alogo prazo, né!
    Saúde Sempre!

    Aprovito para dizer que querioa ir a caminhada mas não poderi porque trabalho todo este final de semana no teatro! Ops, não sou artist, só produtora e iluminadora! Eneida

    ResponderExcluir