21 de dezembro de 2009

Parte 23 - Influências positivas.


Hoje irei falar de dois personagens, que são bem recentes na minha vida. Falo mais precisamente da Quenia, e do Leandro Zeus, ambos estão sempre comigo fazendo atividades.

Estou muito orgulhoso desses dois, aliás, de todos, mas hoje quero começar falando desses dois amigos em especial, e irei explicar o porquê desse meu orgulho.

Quando conheci os dois, cerca de três meses atrás, ambos eram recém-operados, e me lembro que com um mês, a Quênia estava afim de fazer uma caminhada pela Floresta da Tijuca. Marcamos, reunimos o grupo, mas infelizmente choveu nesse dia, mas mesmo assim ainda demos uma volta básica pela Floresta da Tijuca. Confesso que fiquei surpreendido, não só com a vontade da menina, mas também pelo o seu estado fisíco. Eu achava que estava muito cedo, mas não posso avaliar a condição de cada um, eu respeito muito isso.

Pois bem, tempos depois fizemos a primeira trilha, evento grande, na Pedra Bonita, lugar lindo e com um nível de dificuldade relativamente tranquilo. Fiquei no pelotão de trás, ao lado da Quenia, Glória e da Titha. A Quenia cansou bem, a pressão subiu, ficou com o rosto vermelho, enfim, estava dificil, paramos algumas vezes, mas com bastante vontade ela conseguiu subir.

Passamos um dia muito bom, tiramos umas fotos bacanas, lanchamos, papeamos etc. Foi um dia maravilhoso, muito agradável mesmo.

O Leandro eu o conheci na trilha do Morro da Urca, ele não subiu a trilha, fez apenas a caminhada na pista Claudio Coutinho, era um muito cedo para encarar, e também foi uma decisão pessoal dele. Só que logo depois, me surpreendi ao vê-lo inscrito na Trilha da Praia do Perigoso. Achei o máximo, e devagar o cara chegou lá!

Mas sabem porque eu estou contando isso tudo?

Simples! Os resultados estão começando a aparecer.

Neste final de semana, decidimos fazer a Pedra Bonita novamente, para o Leandro era novidade, mas para a Quenia não, ela já tinha feito, mas nas condições relatas anteriormente.

E o resultado? Eu diria sensacional, talvez este seja o termo que melhor se aplica. Ambos estão com outro condicionamento físico, subiram e nem pararam, nem reclamaram, chegaram no topo muito bem, e sem estarem ofegantes.

- Leandro relatou bem - Poxa! Quem diria que eu ia estar um dia...

Não tem preço ouvir isso!

Parabéns a todos, vocês são sensacionais. Continuem assim, pois o céu é o limite.

Abraços.

18 de dezembro de 2009

Reportagem: Seu corpo dá 13 motivos para você começar a correr já.

Correr sempre foi seu sonho. Mas a falta de tempo, o fôlego curto e a preguiça acabam adiando até a passadinha no shopping para a compra de um tênis novo. Você nem imagina o que está perdendo, afirma Valéria Alvim, especialista em fitness do Minha Vida. Esse esporte é uma atividade física completa, que faz bem ao corpo todo.

Duvida? Então confira abaixo a lista de benefícios que o exercício proporciona a você. Mas não se deixe enganar: para usufruir de tudo isso, é necessário dar piques regulares. O ideal para quem está começando é correr em dias alternados, de três a quatro vezes por semana, e fazer outra atividade aeróbia como bicicleta e natação nos outros dias , sugere Valéria. Se você já corre há muito tempo, vale fazer treinos mais puxados e específicos de três a quatro vezes por semana e treinos moderados ou leves nos outros dias.

A personal trainer informa que o tempo também pode variar de acordo com o condicionamento físico do aluno, as necessidades e os objetivos dele. Mas é possível ter benefícios com 30 a 60 minutos a cada prática. Em todos os casos, entretanto, a musculação e os alongamentos são essenciais para dar um bom suporte ao corpo, além de ajudar a melhorar a performance na corrida , completa. E, antes de começar, não deixe de ir ao médico e fazer uma avaliação física. Isso vai prevenir lesões e outros problemas de saúde que podem prejudicar a sua motivação.

1. Coração: a corrida exige que o coração aumente o fluxo de sangue para todo o corpo. As fibras do músculo se fortalecem e a cavidade aumenta. Há uma hipertrofia excêntrica do miocárdio (alteração na parede e na cavidade do ventrículo esquerdo) melhorando a ejeção sanguínea. Desta forma o coração bombeia mais sangue com menos batidas, se tornando mais eficiente. Com o aumento da circulação sangüínea pelo corpo, cresce a entrada de oxigênio nos tecidos.

2. Pulmões: correr faz com que o volume de ar inspirado seja maior, aumentando a sua capacidade de respiração. Há também um aumento da quantidade de oxigênio absorvido do ar atmosférico.

3. Ossos: estimula a formação de massa óssea, aumentando a densidade óssea evitando problemas como a osteoporose.

4. Pressão arterial: correr estimula a vasodilatação, o que reduz a resistência para a circulação de sangue. Há trabalhos específicos para alunos hipertensos, como trabalhar a velocidade em terrenos planos. Uma maneira de diminuir a sua pressão é trabalhando a velocidade em terrenos plano.

5. Cérebro: aumenta os níveis de serotonina, neurotransmissor que regula o sono e o apetite. Em baixas quantidades, essa substância está associada ao surgimento de problemas como a depressão.

6. Peso: quanto maior a intensidade do exercício maior a queima calórica e de gordura. A corrida ajuda a gastar muitas calorias, favorecendo a perda ou manutenção do seu peso. Em uma hora de treino, um atleta chega a queimar até 950 calorias.

7. Colesterol: diminui os níveis de LDL (colesterol "ruim"). Corredores de longas distâncias têm o nível mais alto de HDL (colesterol bom ), encarregado de transportar os ácidos graxos no sangue e de evitar o seu depósito nas artérias.

8. Estresse: com a corrida, há liberação do hormônio cortisol, aliviando o estresse e a ansiedade.

9. Sono: fazer atividade física, melhora a qualidade de sono. Correr faz a pessoa dormir melhor. Após o exercício, o corpo libera endorfina, substância que provoca a sensação de bem-estar e ajuda a relaxar.

10. Músculos: a corrida ajuda a melhorar a resistência muscular e também queima a gordura dos tecidos musculares, deixando-os mais fortes e definidos.

11. Rins: com o aumento da circulação, há também uma melhora da função dos rins, que filtram o sangue e reduzem o número de substâncias tóxicas que circulam pelo corpo.

12. Articulações: correr torna a cartilagem das articulações mais espessa, o que protege melhor essas regiões tão frágeis do nosso corpo.

13. Aumenta a libido: após 30 minutos de corrida, há um aumento da testosterona que permanece assim, por mais uma hora aproximadamente. No caso das mulheres, também há um aumento dos hormônios relacionados ao desejo, além de aumentar a auto-confiança.

Créditos.: http://www.minhavida.com.br

Todos os direitos reservados.

Colaboração.: Denise e Priscilla.

14 de dezembro de 2009

Parte 22 - Uma grande conquista.


Olá!

Comecei uma nova atividade esportiva na minha vida, algo que sempre admirei, mas que pela limitações físicas decorrentes da obesidade, tornava-se impossível me dedicar a este esporte. Pois bem, falo de corrida, e venho treinando mais ou menos três vezes por semana, fazendo corridas de 5, 6 , 7, 8 e 10 km, para um dia encarar os 14 km da São Silvestre.

Como teste para iniciantes, resolvi realizar minha primeira aventura neste esporte, me inscrevi na Corrida e Caminhada da Longevidade, evento patrocinado pela Bradesco Seguros e Previdência S/A.

No dia da corrida, observei bem o nível de alguns competidores, coisa profissional mesmo, muita gente de academia, de grupos de corrida etc. Pensei que tomaria um banho dessa turma, pois eu sou um mero corredor solitário, fazendo minhas corridas no Aterro e no estacionamento do Wall Mart, tudo depois do trabalho é claro. Eu estava bem tranquilo, me concentrei, alonguei e papei com os meus amigos da Gastroplastia Carioca, ganhei abraços e beijos de pessoas especiais, o que me deu maior motivação para a prova.

Depois de colocar o dispositivo, que marca o tempo oficial preso ao tênis, iniciei numa tocada bem forte, passei vários competidores e me posicionei no pelotão do meio. Aos poucos fui mantendo e passando mais pessoas, e quando entrei nos últimos 1000 metros, arranquei, disparei com força e fazendo careta mesmo.

Resultado!

A corrida contou com cerca de 1800 inscritos, onde 1206 completaram a prova. Para a minha grande surpresa, completei o percurso em 33 minutos e 23 segundos, ficando na 426º colocação (tempo oficial). Na minha faixa etária, isto é, de 35 a 39 anos, fiquei na 51º colocação, sendo que nesta categoria eram mais de 120 competidores.

Para um iniciante neste esporte, foi um excelente resultado, fiquei na frente de muito competidor de academia. É muita felicidade! Muita alegria, me senti um campeão após cruzar a linha de chegada.

Só tenho a agradecer as pessoas que estão me dando força. Muito obrigado pelo incentivo.

Abraços.

3 de dezembro de 2009

Mais uma vez... Quem é você?

Numa das ultimas reuniões que eu participei, mais precisamente a do Dr. Aurélio Bottino, a psicóloga nos apresentou um presente, um presente para cada um de nós, ou seja, a nossa própria imagem refletida no espelho. Realmente eu nunca havia parado para pensar nisso, isto é, encará-la como um presente, mas achei interessante a colocação dela, na hora fiquei sem ação, olhando fixamente para o espelho, tentando lembrar como eu era há tão pouco tempo atrás.

Engraçado que a memória vai se apagando, as pessoas que estão mais próximas a você, já se acostumaram, e somente às vezes é que elas te reparam. Mas não me importo com isso, não estou querendo ser massageado no ego, apenas é um fato inevitável, dentro deste contexto todo de mudança de vida.

Mas sempre encontro pelas estradas da vida, alguém que não vejo faz tempo, outro dia vivi esta experiência, aliás, já havia vivenciado isto tempos atrás, mas desta vez foi até engraçado. Fui ao Fórum realizar uma audiência, e de repente, percebi que em um dos bancos, estava sentada uma colega de alguns anos. Gosto desses encontros, colocar o papo em dia etc, mas esqueço que mudei, e não foi pouco, 59 kg de gordura pelo ralo, e consequentemente, o meu reflexo no espelho é outro. A pessoa me olhou da cabeça aos pés, e não me reconheceu, simplesmente passou direto. Acabei ficando estarrecido, mas logo lembrei do reflexo do espelho...

Depois disso, resolvi entrar na brincadeira, sentei do lado da colega, passei a mão na cabeça, tirei os óculos, ela ainda me olhou, fez cara de pensativa, mas nada, nada dela me reconhecer. Eu comecei a rir, e quando o pregão (anúncio da audiência) me chamou, eu peguei no braço dela e disse:

- Olá! Estou aqui tentando falar contigo, mas você não me reconhece mais!

A pessoa ficou com uma cara de perdida, até me assustou um pouco, mas logo após a cara de espanto, deu lugar a um belo sorriso e com a tradicional pergunta... Uau! O que você fez? Mas confesso que só fala para alguns, pois aprendi a não ficar dando muitas explicações da minha vida.

Mesmo as pessoas que me olham por foto, quando as encontro pela rua, a reação é a mesma, mas não da para surtar, é só uma questão de acostumar com a sua imagem, creio que com o tempo, estes encontros que causam espanto vão acabar. Volta e meia eu dou uma olhada nas fotografias antigas, é impressionante como a gordura escondia o meu verdadeiro "eu", um disfarce que escondia uma pessoa por inteiro.

Nada como recuperar, ou mesmo ganhar, o rosto e a aparência que sempre tive vontade de ter. Marcas da obesidade? Claro que vou ter! Mas nem ligo para elas, todos que passaram por esta mudança de vida, com certeza carregarão algumas marcas, sejam elas físicas ou psicológicas.