5 de janeiro de 2010

Parte 24 – E a fome voltou...

Porque a fome volta depois de um tempo?

Esta é uma pergunta difícil de ser respondida, mas o fato é que depois de um tempo, mesmo que a cirurgia ajude a diminuir a ação da grelina, isto é, hormônio estimulador do apetite, a fome volta por outros motivos, e provavelmente devem ser muitos.

Arrisco até um deles, penso que os sentidos ajudam a ter fome, e a despertar o apetite, como o olfato por exemplo. Acho até que tenho este sentido mais apurado hoje em dia, aliás, para dizer a verdade, nem sei se estou usando a definição correta, talvez não seja mais apurado, eu acho que ele estava era meio adormecido mesmo, pois eu não estava tendo mais aquele “link” do cheiro da comida com a fome.

Hoje sinto uma certa fome, mas não é mais aquela fome animalesca como antes. Aquela fome era outra, era mais forte que eu, era um descontrole emocional, uma vontade louca de comer tudo, de traçar a primeira coisa que eu via pela frente.

Na minha memória estão guardadas, as recordações dos grandes pratos de comida, e das irregularidades nos horários das refeições que eu tinha. Eu comia de forma errada e exagerada, mas era muito mesmo, e, na maioria das vezes, os intervalos eram enormes entre as refeições, ou seja, totalmente errado para quem sempre desejou emagrecer

Hoje faço totalmente o inverso, procuro uma alimentação equilibrada, com intervalos curtos e aliada a prática de atividade física.

Não vou dizer que sou 100%, pois às vezes saio da dieta, como uma pipoca, ou vou numa festinha e belisco um salgado por exemplo. Mas nada de exagero, pois sempre procuro ter o controle nas mãos, eu faço cálculo do que estou colocando para dentro mesmo.

Comer é um prazer, sempre foi e sempre será, mas como se comportar daqui para frente? Penso nisso todos os dias, e acho que a receita certa, é a alimentação equilibrada, aliada a prática de exercícios físicos.

Uma pessoa do sexo masculino, com idade entre 30 e 35 anos, deve ingerir no máximo 2800 calorias por dia, estou sempre atento com isto, procuro respeitar este número, sempre digo que o segredo é fazer conta mesmo, não tem jeito, e nem escapatória.

Quando sinto fome entre as refeições nobres, ou seja, café da manhã, almoço e jantar, eu procuro ingerir frutas para me satisfazer. Eu como banana, laranja, maça, entre outras frutas, e me sinto plenamente satisfeito. Além disso, sei que estou ingerindo “combustível saudável”, para que eu possa movimentar a minha máquina por um dia.

Eu tenho fome sim! Mas tenho fome de vida também, e nunca mais irei dar sopa para o azar, ou seja, reganhar peso e adquirir hábitos ruins novamente. A combinação de alimentação equilibrada, e exercícios físicos, sempre será a receita correta para o controle do peso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário