28 de janeiro de 2010

Reportagem: Cirurgia feita em Faustão é proibida pela Justiça Federal

A Justiça Federal de Goiás proibiu ontem (27), em caráter liminar, a realização da cirurgia de redução de estômago que promete curar o diabetes até que o médico Áureo Ludovico de Paula submeta o procedimento --considerado experimental-- ao Conselho Federal de Medicina e ao Conep (Comitê Nacional de Ética em Pesquisa). Em caso de descumprimento, Ludovico será multado em R$ 100 mil por cirurgia realizada em desacordo com a decisão. A técnica, conhecida como interposição de íleo, foi desenvolvida pelo cirurgião goiano e realizada no apresentador Fausto Silva (que perdeu mais de 30 kg).

Mais de 450 pacientes já se submeteram ao procedimento. Cabe recurso. Enquanto aguarda a aprovação do Conep e do CFM, Ludovico só poderá realizar o procedimento em casos comprovados de urgência (como risco de morte). Essa decisão caberá a uma câmara formada por três médicos no Conselho Regional de Medicina de Goiás por determinação do juiz Urbano Leal Berquó Neto. A decisão atende parcialmente a uma ação do Ministério Público Federal contra o médico. O procedimento não tem aprovação do Conep e não é reconhecido nem pelo CFM nem pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica.

O apresentador Fausto Silva, 59, afirmou que tinha conhecimento do caráter experimental da cirurgia de redução de estômago a que se submeteu no ano passado.

Por meio de sua assessoria, Faustão disse estar bem e confirmou já ter perdido 30 quilos após a cirurgia bariátrica. O apresentador afirmou ainda que não pretende falar sobre o assunto por enquanto, pois é uma figura pública cujas declarações poderiam influenciar muitas pessoas. "Daqui a um ano falo sobre isso", comentou o apresentador. "Não quero induzir ninguém a fazer uma cirurgia bariátrica. Peço que as pessoas entendam." A técnica, conhecida como interposição de íleo, foi desenvolvida pelo cirurgião goiano Áureo Ludovico de Paula.

Folha On line - Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário