8 de fevereiro de 2010

Menos peso, menos desgaste e mais resistência.

A todo o instante estamos sempre fazendo comparações, comigo não é diferente, volta e meia eu me flagro pensando em coisas que eu faço hoje, e que tempos atrás, não fazia ou nem pensava em fazer mesmo. Mas tem aquelas situações que mesmo obeso, você fazia questão de se aventurar...

Não estou nem falando das minhas tentativas com o esporte, estou falando de qualquer outra coisa, que leve a pessoa ao cansaço. Por exemplo: Assistir um show lotado em pé no Morumbi em são Paulo.

Pois é, exatamente isso mesmo, um show, mas só que de Rock. Eu particularmente curto o som pesado, e na semana passada, me aventurei com dois amigos, nosso destino era São Paulo, para assistir na pista, o show da mega banda METALLICA.

Fomos de carro, tudo tranquilo, conversando, e eu já na minha rotina de alimentação saudável, aliás, sempre! Eu procurar levar uma espécie de "kit de primeiro socorros". Chegamos lá depois da viagem de 5 horas, fui comer etc e tal, e depois partimos pro show. Chegando lá no Morumbi, nós fomos encarar a fila, estava chovendo no início, tinha um pouco de tumulto, e principalmente, pouca opção de comida para um gastroplastizado, e tudo isso para curtir um som legal.

É ou não é uma aventura?

Passou o show, que por sinal foi maravilhoso, e percebi que tínhamos concluído, uma maratona de mais ou menos 5 horas. Foi uma jornada exaustiva, mas depois de estar voltando do show, fiquei pensando em muita coisa. O esgotamento físico foi 1000 vezes menor que no passado, a diferença era impressionante, antes com 60 Kg a mais, ficar em pé para assistir um show desses, exigia muito do meu corpo, eu me sentia muito cansado, os joelhos reclamavam muito, o tornozelo nem se fala. Eu me lembro que até sentava no chão em alguns shows, e tudo isso por causa das dores mesmo.


Mas desta vez foi muito diferente, estava bem, rindo, feliz com o show sim, mas feliz por aguentar na boa, a maratona que foi nesse dia. São esses e diversos outros benefícios, que venho colhendo a cada dia, coisas simples, mas não há como não pensar nisso.

É claro que não sou nenhum neurótico, mas a cada descoberta, eu faço mesmo uma comparação, as lembranças do passado ainda percorrem a minha cabeça. Eu fico feliz por este resultado, pois é o que eu mais queria na minha vida, ser visto como alguém normal, alguém que ao ser avistado, não seria alvo de gozações ou de desconfiança por causa das inevitáveis limitações.

E que venham muitos outros shows pela frente!

Abraços e viva o Rock And Roll!

Nenhum comentário:

Postar um comentário