26 de maio de 2010

Parte 35 - Retomada à terapia.

Durante um bom tempo resisti à terapia, sempre falei que estava em pleno equilíbrio, seja com minha nova vida, ou mesmo, com as mudanças que a gastroplastia me proporcionou. Mas parando para pensar, passamos por fases boas e ruins em nossas vidas, e recentemente, posso lhes afirmar, que andei confuso com algumas coisas e acontecimentos da minha vida.

Procurei a terapia por vários motivos, não foi apenas pela gastroplastia, procurei para tentar ser uma pessoa mais equilibrada, tentar expor para alguém de fora, o que ando sentindo, o que ando pensando da minha vida, e que rumo eu quero que ela tome. Por isso, achei que a terapia seria a melhor forma de buscar essas respostas.

Percebi que hoje em dia, a minha história de vida se misturou com a gastroplastia, é como se eu tivesse que passar por isso tudo, que eu estou vivendo atualmente, é como se já tivesse escrito, coisa do destino mesmo. Este universo de mudanças mexe muito comigo, me norteia, às vezes me confunde, enfim, são mudanças que tento absorver diariamente, e entender o significado de cada uma delas.

Voltando a falar de sentimentos, eu afirmo que sempre tive personalidade forte, sempre fui um cara de emoções, e descontava muitas vezes a tristeza, a ociosidade e a alegria, de uma única forma, ou seja, comendo. Hoje não há mais como fazer isso, a válvula de escape é outra, se tornou outra totalmente diferente da anterior, eu desconto escalando, correndo, ou fazendo qualquer coisa que eu tenha gasto calórico, e que resulte numa sensação incrível de bem estar, ao final de cada atividade.

Descobri que preciso melhorar muita coisa dentro de mim, que apesar do homem carinhoso que eu sou, posso ser também grosso algumas vezes.Procurei a terapia para entender essas coisas, pois não se trata só de gastroplastia, terapia é para a vida, para a vida toda! Eu quero muito ser feliz na minha vida, faço de tudo para vencer! Para vencer em todas as esferas e desafios da minha vida.

Espero muito encontrar na terapia, as respostas para cada um desses pontos tocados por mim.

Um comentário:

  1. COMECEI A FAZER TERAPIA EM 2008 DEVIDO À SÍNDROME DO PÂNICO, PAREI NO FIM DE 2009, MAS SE PRECISAR ESTAREI LÁ!
    DEPOIS Q "CONHECI" A TERAPIA,PENSO QUE TODO MUNDO DEVERIA EXPERIMENTAR UM DIA, POIS FAZ MUITO BEM PRA VIDA NUM SENTIDO MAIS AMPLO, E NÃO SOMENTE PARA O OBJETIVO INICIAL PELO QUAL A PROCURAMOS.
    VOCÊ VAI ENCONTRAR ESSAS RESPOSTAS!
    BEIJOS!

    ResponderExcluir